quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Maintenant



Vai passar: o sufoco, a tormenta, o receio, a desconfiança, a banda, a angústia, o desconforto. 

Assim como também passarão: a alegria,
                                            a satisfação, 
                                            o reconhecimento: a exaltação. 

O que fica está no meio e é chamado   

                                                    esforço. 


Soberano e diário. Maior que as preocupações, contratempos, contravenções, regras e padrões. Ele é o reinventar-se, o descobrir-se, o amadurecer. O esforço é um aluno exemplar, talvez seja um pouco autodidata, talvez aprenda com os solavancos, com as inquietações, com o zum zum zum no ouvido, com o batuque dos pés. Ele é um pouco daqueles que sabem que vão cruzar com o erro, a dúvida e o fracasso no meio do corredor, mas sabe exatamente que vai encará-los  feito um garoto cansado do bullying na escola. 

Ele tem esse vigor assim de menino novo, mas está criando maturidade. Virando gente, como diriam na minha terra. 

Esforço sabe que o tempo também vai passar pra ele e é por isso que pensa a vida é agora