segunda-feira, 11 de julho de 2011

Memories



Um amigo citou outro dia Gabriel Garcia Márquez num pequeno dizer "A vida não é a que a gente viveu, e sim a que a gente recorda, e como recorda para contá-la". E mesmo antes disso, já vinha mesmo pensando em um dos meus exercícios prediletos nos últimos quase dois meses. 

Acontece assim como numa chuva de verão, que sempre se almeja, mas nunca se sabe quando vem, estou rodeada de cores e do calor do sol num momento lindo e, de repente, começo a pensar em outros momentos distantes destes daqui, mas que ainda provocam um sorriso no rosto. 

Coisa simples, um passeio no shopping, uma risada gostosa por uma piada que é só nossa ou mesmo o seu toque e o nosso jeito de encontrar os melhores recortes de revistas.  Nesse exercício involuntário de sorrir duas vezes, uma pelo momento imediato da felicidade e outro pela nostalgia dos nossos bons momentos, tenho um impulso gigante de correr pros seus braços outra vez. 

Mas, então eu recorro ao 'oráculo' de alguém e me recordo da sabedoria de outro dizer: "I think you’re just remembering the good stuff. Next time you look back, I really think you should look again". 

O impulso passa, como a chuva de verão. 

O meu sorriso fica e tudo não passa de recordações.